fbpx
Imobiliaria Jaú | Imóveis em Jaú: Casas para alugar em Jaú | Casa para vender em Jaú

Valor Venal do Imóvel: aprenda a importância desse indicador

Você ainda não sabe ou tem dúvidas sobre a importância do valor venal de um imóvel? Sabia que ele é um indicador muito importante para o cálculo, por exemplo, do valor do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano)?

Esse indicador também influencia diretamente no mercado imobiliário e é utilizado como base de vários cálculos pelos órgãos públicos. Muitas vezes, escutamos dizer sobre o valor venal de um imóvel quando pesquisamos pelo preço de um.

Você também já deve ter percebido que o valor venal e o valor de mercado nem sempre são semelhantes. Inclusive, há uma boa variável entre um preço e outro. Sabe por quê?

Porque o valor venal tem impacto direto nos custos que você terá com ele mesmo depois de concluir a compra. Por isso, trazemos esse artigo esclarecedor para você entender melhor sobre esse tema.

Continue a leitura e saiba mais nos próximos parágrafos sobre o valor venal de um imóvel.

Qual a diferença entre valor venal e o valor de mercado?

Esse indicador imobiliário nada mais é do que uma estimativa de preço que o Poder Público (Prefeituras) avalia para uma transação imobiliária. Ele também é considerado um critério direto na hora da avaliação do imóvel que dará parâmetro para definir o valor do mercado imobiliário.

Em linhas gerais, a Prefeitura da cidade onde a propriedade está localizada é a responsável por analisar o valor venal de um imóvel utilizando como base de cálculo o metro quadrado do terreno ou da propriedade.

A partir daí, a Prefeitura consegue compor os cálculos para definir, por exemplo, os valores do IPTU, do ITBI (Imposto sobre Transferência de Bens Imóveis), do ITCMD (Imposto de Transmissão de Causa Mortis e Doação) e ainda oferece um parâmetro para os corretores estabelecerem um preço justo para a venda do imóvel.

E não para por aí! O valor venal também auxilia em outras questões judiciais, como na partilha de bens e inventários, porque, esse indicador é a base de cálculo para a transmissão de bens de familiares falecidos.

O valor venal de um imóvel ainda é utilizado na partilha de bens por divórcio ou morte e na quitação de tributos quando é necessária a regularização das dívidas com tributações públicas.

Qual a diferença entre valor venal e o valor de mercado?

Neste ponto, é fundamental saber que as finalidades de cada um são diferentes, já que o valor venal
e o valor de mercado de um imóvel até podem ser bem semelhantes. Mas o valor venal de um
imóvel
é calculado pelas Prefeituras para definir o preço dos impostos.

Enquanto o valor de mercado do imóvel corresponde a oferta e a demanda de imóveis em
determinada região da cidade. No entanto, o valor venal também auxilia na definição deste valor do
mercado imobiliário.

Justamente por isso, o valor venal costuma ser menor do que o valor final de venda, servindo apenas
como um direcionamento para os corretores de imóveis. Mas o contrário também acontece. O valor
venal também sofre influência do valor de mercado.

Sabe por quê? Porque a relação entre a oferta e a demanda está diretamente ligada nesse quesito. Se o mercado imobiliário está mais aquecido, a área do imóvel é valorizada fazendo com que o metro quadrado da propriedade fique mais caro!

No entanto, em tempos de crise ou desaquecimento econômico, esses mesmos preços tendem a cair devido à falta de demanda, interferindo – mesmo que indiretamente – no valor venal de um imóvel.

Como calcular o valor venal e como consultá-lo?

Vamos ressaltar aqui que o valor venal de um imóvel é apenas uma estimativa de preço que será usada para definir tributos e impostos. Porém, o cálculo do valor venal é feito de maneira séria, sem ser aleatória. Neste caso, as Prefeituras usam uma fórmula que não leva em consideração as especulações imobiliárias e nem as demandas do mercado.

A fórmula utilizada pelas Prefeituras é a seguinte, entenda:

  • A = área do terreno;
  • VR = valor unitário do padrão residencial com base no PGV (Planta Genérica de Valores do Município);
  • I = idade do imóvel contada a partir do Habite-se, da reconstrução ou da ocupação do imóvel;
  • P = posição do imóvel no logradouro;
  • TR = tipologia residencial ou características construtivas, como ampliação, reformas, modificações…

No entanto, lembre-se que o cálculo varia de acordo com a Prefeitura de cada município, sendo necessário consultar a legislação de cada cidade onde o imóvel está localizado.

Outro ponto importante é que o cálculo do IPTU é feito pelas Prefeituras com base em alíquotas definidas pelas leis municipais, aplicadas de acordo com o valor venal da propriedade.

Para consultar o valor venal de um imóvel, basta ir direto até a Prefeitura onde ele está registrado. Existem casos em que é possível consultar esse indicador pela internet, mas é preciso ter em mãos o IPTU do imóvel em questão e sua data de inscrição.

Saiba que é muito importante realizar essa etapa antes de comprar um imóvel que esteja à venda a fim de evitar cobranças retroativas, porque o comprador é quem assumirá as dívidas de IPTU atrasadas, por exemplo.

Viu como é importante saber sobre o valor venal de um imóvel? Ele é essencial para que você entenda como são calculados os impostos imobiliários e outras demandas.

E, claro, na hora de comprar ou vender sua casa ou apartamento tenha o respaldo dos corretores da Imobiliária Jaú e evite transtornos e prejuízos. Entre em contato conosco e saiba mais!


Aproveite que você já está aqui, no nosso site, e navegue por outras informações do mercado imobiliário que trazemos para você.

Comparar imóveis
Nenhum imóvel selecionado ainda Clique no para comparar imóveis
Venha conversar no Whatsapp!
Imobiliária Jaú
E-MAIL Entrar em contato
ANUNCIE Anunciar Imóvel
WHATSAPP (14) 2104-5555
Ao navegar neste site, você concorda com nossa Política de Privacidade