fbpx
Imobiliaria Jaú | Imóveis em Jaú: Casas para alugar em Jaú | Casa para vender em Jaú

Você sabia que um cidadão jauense foi o criador da urna de lona?

Abílio Cesarino chegou a fabricar mais de 100 mil unidades da urna que foi usada por décadas nas eleições.

Esse conteúdo é um oferecimento da Imobiliária Jaú, empresa madrinha que apoia as boas notícias de Jaú.


Desde 1998 e em todas as eleições no Brasil são usadas as urnas eletrônicas, mas você sabia que a primeira urna feita de lona foi criada por um cidadão de Jaú? Conheça a história de Abílio Cesarino o inventor da urna de lona.

Evolução da urna eleitoral

O criador

Abílio Cesarino nasceu em Sapri, na Itália, em 22 de maio de 1914, seu pai era imigrante italiano e sua mãe brasileira. Antes dele completar um ano, seus pais voltaram para o Brasil e foram morar em Jaú onde a família tinha um armazém.

No ano de 1950, Abílio e seu irmão Silvio abriram uma loja de malas e carteiras feitas de couro na capital paulista. Foi quando em 1955 ele conheceu Ibesen da Costa Manso, o então Secretário do Tribunal Eleitoral que lhe sugeriu a criação de um objeto que pudesse ser depositado os votos sem perigo de fraudes.

Abílio Cesarino

A urna de lona

Foi aberto um concurso para a criação de uma urna que não pudesse ser violada. Abílio, ficou dois meses desenhando vários protótipos do que seria a urna, mas ele não conseguiu se inscrever a tempo para participar. Mais de 10 mil urnas foram inscritas, mas ele não desistiu e entrou em contato com o Secretário do Tribunal Eleitoral e provou que a urna vencedora era facilmente violável e que a sua era a mais segura.

Provada que sua urna de lona era a mais segura, Abilío fabricou 5 mil unidades e cedeu para o governo e pediu para que Jaú fosse a primeira a utilizá-la. 70 unidades da urna foram entregues para a cidade.

Legado

A primeira vez que a urna foi usada oficialmente no Brasil foi na eleição presidencial de 1955, onde Juscelino Kubitschek saiu vitorioso. Abílio, chegou a fabricar mais de 100 mil urnas até 1976 quando se aposentou e passou a patente da invenção para o TSE.

Em 1998, ele recebeu uma medalha de honra ao mérito por sua contribuição à pátria. Faleceu aos 88 anos de causas naturais em 2002 e está enterrado no cemitério municipal de Jaú.

Sua invenção foi usada até 1998 quando foi substituída pela urna eletrônica e sua ideia foi copiada em vários países ao redor do mundo.

Você conhecia essa história? Conta para a gente nos comentários.


Esse conteúdo é um oferecimento da Imobiliária Jaú, empresa madrinha que apoia as boas notícias de Jaú.

Comparar imóveis
Nenhum imóvel selecionado ainda Clique no para comparar imóveis
Venha conversar no Whatsapp!
Imobiliária Jaú
E-MAIL Entrar em contato
ANUNCIE Anunciar Imóvel
WHATSAPP (14) 2104-5555
Ao navegar neste site, você concorda com nossa Política de Privacidade